28 2101-7603

Home / Artigo / COLOCAR-SE NO TEMPO DA ESPERANÇA

COLOCAR-SE NO TEMPO DA ESPERANÇA

Por Pe. José Carlos Ferreira da Silva

 

 

 

“A humanidade se colocou num tempo muito difícil”, afirmou, em tom de decepção, ao telefone, entre uma conversa e outra, um velho amigo a quem muito admiro pela sensatez. Um pouco mais tarde, ao assistir a um dos telejornais, uma das autoridades em preservação do meio ambiente e cuidado com os animais disparou entre a sua narrativa: “Estou decepcionado com a raça humana”. Como aquelas músicas de verão, músicas chicletes, aquelas com refrães que agarram e não saem da nossa cabeça, mesmo não gostando do ritmo e muito menos da melodia, assim aconteceu comigo com essas frases: ecoaram na minha cabeça o dia inteiro. Sabendo que, dependendo do lado de quem conta a história, o lobo mal pode ser bandido ou herói, procurei refleti-las sobre vários ângulos.

 

Um dos ângulos que considerei é que o tempo é o mesmo em todos os tempos. Com consciência ou sem consciência, o dia tem a mesma duração. Com estrelas ou sem estrelas, a noite sempre será noite. Porém, em todos os tempos, períodos ou momentos da história humana, temos a opção de nos colocarmos em muitas situações. De fato, o ser humano tem julgado ser o dono de seu próprio destino, muitas vezes fazendo da dádiva da vida um amontoado de derrotas.

 

Não são poucas as vezes que as estratégias humanas têm falhado e, a cada nova tentativa, frustrações e desesperos se acumulam. Em meio às diversas crises de nossa época, entre elas a crise sanitária provocada pelo coronavírus, o que mais tem destruído pessoas não são fenômenos da natureza, ou acidentes, ou doenças. O que mais destrói pessoas são pessoas. A realidade é que somos nossos próprios carrascos, não poupamos os nossos irmãos, pais e filhos.

 

Aos olhos de muitos, a impiedade humana nos torna a pior espécie viva que habita neste planeta, destruindo tudo o que vê pela frente. Sob esse ângulo da história, de fato estamos num beco sem saída. No entanto, em meio à escuridão provocada pelas escolhas erradas, existe também o ângulo da esperança, encarnado no coração da Igreja que, por sua vez, indica-nos que, em meio as nossas trevas morais, surge uma grande Luz. Ciente e imbuída do clarão dessa chama, a Igreja convoca a humanidade a olhar a cada período do ano para a fonte da sua maior esperança: a encarnação do Verbo Divino - a única capaz de reconectar a humanidade a sua fonte de autorreconstrução.

 

A Igreja, como depositária da esperança humana, entende e insiste em mostrar ao mundo que, assim como a humanidade se colocou num tempo difícil e de autodestruição, pode percorrer a estrada na direção de abraçar a Salvação, caminhando ao encontro Daquele que, por amor a nós, trocou o louvor dos anjos pelo desprezo humano, deixou um trono glorioso para nascer como “um menino” em uma manjedoura. Aquele que não hesitou em despir-Se das vestes divinas e vestir-se de humanidade.

Informativo

Cadastre seu e-mail e receba informações mensais da Diocese.


  diocese@diocesecachoeiro.org.br

  28 2101-7603

Rua Costa Pereira, 41 - Centro

CEP: 29.300-090 - Cachoeiro de Itapemirim - ES

Diocese de Cachoeiro de Itapemirim

 

© Diocese de Cachoeiro de Itapemirim. Todos os direitos reservados.

 

Produção / Cadetudo Soluções Web