28 2101-7603

Home / Cáritas

04.04.2019

Gratidão que não tem preço

Conheça mais sobre os projetos e os agentes da Cáritas da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim

 

O que é Cáritas? Como ela atua? Quem são as pessoas por trás de suas ações? Talvez você já tenha se questionado sobre isso. Então hoje nós vamos tentar levar até você o máximo possível destas respostas.

 

Primeiramente vamos entender o que é a Cáritas e o que ela representa dentro da nossa Igreja. A Cáritas é uma entidade de promoção dos direitos humanos, um organismo social da Igreja Católica fundada na Alemanha e trazida ao Brasil em 1956 por Dom Hélder Câmara. Atualmente ela atua em mais de 160 países no mundo. Aqui, ela está presente em 183 dioceses, em 12 regionais diferentes, em uma grande rede atuante em aproximadamente 450 municípios brasileiros.

 

Na Diocese de Cachoeiro de Itapemirim a entidade foi criada no ano de 2005. Atualmente a Cáritas Diocesana conta com 12 agentes, ou seja, 12 funcionários, onde 5 profissionais ficam alocados na parte administrativa / equipe técnica e outros 7 distribuídos na Casa de Passagem "Santa Tereza de Calcutá".

 

Tendo fundamental importância em todas as partes do planeta onde atua, aqui no sul do Espírito Santo não é diferente. A Cáritas da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim atua em dezenas de projetos, seja de iniciativa própria ou agindo como parceira. Entre esses projetos temos:

 

Casa de Passagem “Santa Tereza de Calcutá”, que acolhe pessoas em situação de rua e vulnerabilidade.

 

As Cáritas Paroquiais, projeto que insere voluntários das Cáritas nas paróquias e comunidades da Diocese. Atualmente há três Cáritas Paroquiais formadas em Cachoeiro (Paróquias São Pedro – Catedral, Nossa Senhora da Consolação e Nossa Senhora das Graças), uma em Irupi (Paróquia Nosso Senhor Jesus Cristo Luz dos Povos), e provavelmente a próxima será formada no distrito de Soturno, na Paróquia Sagrada Família.

 

Bazar solidário, atuante uma vez por ano, durante 15 dias, na Paróquia Nossa Senhora da Consolação, visando fomentar grupos de economia solidária.

 

Apoio aos catadores de material reciclado nos municípios de Cachoeiro de Itapemirim, Castelo e Marataízes.

 

Apoio ao projeto "Molecada", de Cachoeiro, que atua nos bairros Nossa Senhora Aparecida e Gilson Carone.

 

Apoio ao projeto “Vill’Agindo para Ser Feliz”, que atua no bairro Village, em Cachoeiro.

 

Rodas de conversa nas paróquias da Diocese de Cachoeiro.

 

Projeto “Um Dia Diferente”, em alusão à Jornada Mundial do Pobre, criada pelo Papa Francisco, com uma semana de programação solidária.

 

Atuam nos Conselhos Municipais da criança e do adolescente e também da assistência social nas cidades de Cachoeiro de Itapemirim e Marataízes. Também presentes no Conselho Municipal de segurança alimentar.

 

 

Gratidão que não tem preço

 

É possível notar que a Cáritas Diocesana está presente de forma concreta na sociedade sul capixaba. São ações e projetos que contribuem para a disseminação do amor ao próximo. Mas quais dificuldades estes agentes encontram pelo caminho? Jhone Souza, gerente de projetos da Cáritas Diocesana, revela quais são os desafios:

 

“Uma das dificuldades que a gente percebe enquanto cáritas é exatamente as pessoas entenderem qual é o papel da cáritas, pois elas desconhecem um pouco o nosso papel na sociedade. A Cáritas é sim caridade, mas também é um organismo da Igreja que vai garantir o direito dos mais pobres. Uma outra dificuldade é conseguir voluntários para atuarem, lidando diretamente com a dificuldade do próximo.”

 

Mas apesar de todos os obstáculos, Jhone garante que “ser um agente Cáritas é ser um agente de transformação”.

 

“A partir do momento que  você se entende enquanto Cáritas, entende o que você pode fazer pelo outro, você se transforma enquanto pessoa e também consegue transformar o outro, a partir do momento que ele também queira ser transformado. Ser um agente Cáritas é isso, ser esse amor em movimento, testemunhando o Evangelho de Jesus Cristo, defendendo e promovendo toda a forma de vida e participando da construção de uma sociedade solidária. É estar presente nas comunidades, é estar presente nos assentamentos, é estar presente onde a maioria das pessoas não queiram estar. Ser um agente Cáritas a gente encara como sendo uma missão de Deus para as nossas vidas, porque a gente lida como este tipo de público, que está em vulnerabilidade e risco social, e nós aprendemos muito com eles, eles têm muito a ensinar para a gente. Então é sair da zona de conforto a todo momento, a todo instante, para estar na acolhida junto a estes que mais necessitam”.

 

O gerente de projetos da Cáritas Diocesana ainda agradece a todos que de forma direta ou indireta contribuem para que as ações da entidade se perpetuem por toda a Diocese de Cachoeiro.

 

“Eu agradeço a todos que aqueles que nos acolhem, enquanto Cáritas Diocesana, que veem nos abraçando, veem conhecendo um pouco mais do que é a Cáritas, todas as paróquias, todas as pessoas. Nós sabemos que a Cáritas não é só a gente, são todas as pessoas envolvidas direta ou indiretamente. À nossa diretoria, que dizemos que são nossa referência, sem eles não teríamos essa liberdade de trabalho”.

 

“E agradeço a cada parceiro, cada voluntário que doa um pouco do seu tempo ou daquilo que for, daquilo que eles podem doar, que estão atuando, com a mão na massa. E nós podemos ir mais além. É como eu falo nas Cáritas Paroquiais, a gente ser Igreja dentro de quatro paredes é muito fácil, mas quando essa Igreja é 'Igreja em saída', assim como o nosso Papa pede, essas pessoas que doam seu tempo ou estão dispostas a estar em saída, isso é muito gratificante. Então, agradeço todos os padres que abrem suas paróquias para ter essa composição das Cáritas Paroquiais, aos veículos de comunicação, como você (Departamento Diocesano de Comunicação), que abrem essa porta para a gente. Isso não tem preço e não têm palavras que a gente possa dizer que possam agradecer”, finaliza Jhone Souza.

 

A sede do escritório da Cáritas Diocesana e a Casa de Passagem se encontram agora em novo endereço. Atualmente estão situados na Rua Irmã Giovanna Menechini, n°263, bairro Marbrasa - Cachoeiro.

 

 

De uniforme vermelho, os 5 agentes administrativos da Cáritas da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim, durante ação social no Dia Mundial do Pobre, juntamente com voluntários

 

 

Instalações da nova sede do escritório da Cáritas e da Casa de Passagem "Santa Tereza de Calcutá"

 

 

Seja o primeiro a comentar

Informativo

Cadastre seu e-mail e receba informações mensais da Diocese.


  diocese@diocesecachoeiro.org.br

  28 2101-7603

Google Play

Rua Costa Pereira, 41 - Centro

CEP: 29.300-090 - Cachoeiro de Itapemirim - ES

Diocese de Cachoeiro de Itapemirim

 

© Diocese de Cachoeiro de Itapemirim. Todos os direitos reservados.

 

Produção / Cadetudo Soluções Web