28 2101-7603

Home / Artigo / Colunas do Cristianismo!

Colunas do Cristianismo!

Por Seminarista Wellington Salviete

 

 

Celebraremos, neste mês, a Solenidade dos Santos Pedro e Paulo, apóstolos e mártires de nossa Igreja. Eles são considerados as colunas do cristianismo, por terem sido os principais líderes na Igreja primitiva. Superaram suas dificuldades para seguir a voz do coração e da consciência. Com isso, tornaram-se discípulos de Cristo. Demonstravam grande amor pela pregação, ardor missionário e um comprometimento firme a ponto de entregar a vida em defesa do cristianismo.

 

Comecemos por Pedro, que tinha como primeiro nome Simão, natural de Betsaida, irmão do Apóstolo André. Um simples pescador que foi chamado pelo Mestre. É importante ressaltar que vocação não é só chamado de Deus, mas a resposta que você dá ao chamado que Deus lhe faz. Assim, Pedro deixou tudo e seguiu seu Mestre, tornando-se um dos doze apóstolos. Pedro estava sempre pronto para mudar, a fim de não viver de forma superficial seu discipulado. Muitas vezes foi porta-voz dos Doze (Mt 15,5; Lc 12,41) e, também, o primeiro a confessar que Jesus era o Cristo, o Filho de Deus vivo (Mt 16,16).

 

O primeiro dos apóstolos também foi um homem de muitas conversões. Foi ele que negou Jesus por três vezes (Mt 26, 34-75) e, mesmo passando por isso, ele demonstrou ser um homem feliz. Mas se engana quem pensa que a felicidade de Pedro era passageira. Às vezes, utilizamos como base de felicidade aquilo que se evapora no ar e, por conta disso, corremos o risco de viver infelizes e frustrados.

 

A felicidade que Pedro tinha como centro era a mais fundamental das fontes: o próprio Deus. E Jesus disse a ele “Você é feliz, Simão, filho de Jonas, porque não foi um ser humano que lhe revelou isso, mas o meu Pai que está no céu. Por isso eu lhe digo: você é Pedro, e sobre essa pedra construirei a minha Igreja, e o poder da morte nunca poderá vencê-la.” (Mt 16, 17-18). Aquele que encontra a felicidade como fundamento em Deus sente alegria em ajudar as outras pessoas e, mesmo nas tribulações, mantêm-se feliz como Pedro, pois sabe em quem pôs sua confiança.

 

Além do belíssimo testemunho de vida, Pedro se tornou o primeiro Papa e a Igreja passou a celebrar, no dia de sua festa, o dia do Papa. Francisco, nosso atual Papa, tem exercido, de forma brilhante, o seu ministério petrino. Pedro escreveu duas epístolas, provavelmente em Roma, onde em 68 d.C. foi martirizado, sendo crucificado de cabeça para baixo, pois não se achava digno de morrer da mesma forma que seu Mestre.

 

O outro é o Apóstolo Paulo. Seu nome antes da conversão era Saulo. Nascido em Tarso e filho de judeus, cresceu à sombra da mais perfeita tradição judaica e recebeu educação de qualidade de Gamaliel, um dos grandes mestres da Lei na época. Era perseguidor dos cristãos e se converteu no caminho para Damasco, quando o próprio Senhor Ressuscitado apareceu para ele e o chamou para a missão. Paulo se tornou pregador do Evangelho e foi o grande responsável por expandir sua pregação. Mudou totalmente sua vida e deixou várias cartas.

 

Ele fez três grandes viagens missionárias, todas descritas nos Atos dos Apóstolos. E, ao fim de sua vida, deu testemunho de fé em Jesus com o martírio, sofrendo morte por decapitação. Contudo, antes de morrer, deixou esta linda mensagem: “Combati o bom combate, terminei a minha corrida, guardei a fé. Agora só me resta a coroa da justiça que o Senhor, justo Juiz, me entregará naquele Dia; e não somente para mim, mas a todos que tiverem esperado com amor a sua manifestação” (2Tm 4,7-8). É profundo como Paulo demonstra, nessas palavras, o sentido da existência e da realização aos que acreditam em sua vocação.

 

O dia 29 de junho, dia do Santo padroeiro da cidade e Diocese de Cachoeiro de Itapemirim, devido às circunstâncias atuais, será celebrado de forma diferente: sem aglomeração, sem missa no Pavilhão da Ilha da Luz e sem a tradicional Procissão de São Pedro que, ano após ano, vem atraindo milhares de fiéis pelas ruas e avenidas do município.

 

Porém, isso não nos impede de celebrar com fé e devoção o dia de nosso padroeiro. O Papa Francisco nos ensina que “Celebrar os Santos é praticar seus ensinamentos e seguir seus testemunhos de fé.” Que a vida desses Santos seja exemplo para o nosso crescimento humano e espiritual, e que tenhamos Cristo como centro de nossa vida, encontrando, assim, sentido para nossa caminhada. Santos Pedro e Paulo, rogai por nós!

Informativo

Cadastre seu e-mail e receba informações mensais da Diocese.


  diocese@diocesecachoeiro.org.br

  28 2101-7603

Rua Costa Pereira, 41 - Centro

CEP: 29.300-090 - Cachoeiro de Itapemirim - ES

Diocese de Cachoeiro de Itapemirim

 

© Diocese de Cachoeiro de Itapemirim. Todos os direitos reservados.

 

Produção / Cadetudo Soluções Web