28 2101-7603

Home / Artigo / DAR AS MÃOS É DAR DE SI SEM MEDIDAS

DAR AS MÃOS É DAR DE SI SEM MEDIDAS

Por Seminarista Fernando Acácio de Oliveira

 

 

Em um mundo marcado pelo relativismo, numa cultura que supervaloriza o prazer e o bem-estar acima de tudo, se doar e dar as mãos acaba sendo algo muito difícil. Sem percebermos muitas vezes vamos sendo impregnados por valores que nos colocam numa postura egoísta. Com isso, viver a doação acaba sendo algo impróprio, inadequado, algo que aparentemente não nos traz retorno.


Nossas mãos são nossos instrumentos de misericórdia, com elas podemos criar, projetar, até lutar e nos defender. Sem as mãos nos sentimos impotentes, dominados, subjugados. Quando se fala em unir as mãos em doação, pode nos remeter a pensar que só estaremos vivendo-a se fizermos grandes coisas, mas muito pelo contrário, as pequenas coisas nos fazem descobrir o extraordinário de Deus em nossa vida. Dar as mãos a um idoso ao atravessar uma rua, ligar para alguém que talvez esteja precisando de nós, oferecer lugar para alguém sentar em um ônibus, desejar bom dia para as pessoas, oferecer algo de graça, fazer alguma caridade. Tudo isso são coisas simples, mas que nos torna mais humanos e mais filhos de Deus. Isso nos muda e transforma os outros e o mundo. 


As mãos são partes do corpo humano que exprimem a ideia de força, poder, movimento. Numa reunião ou celebração, as mãos dadas simbolizam a união, o companheirismo, o cuidado, o respeito, a cumplicidade, a amizade, o amor, a confiança. Dessa forma, as mãos dadas representam uma forma amistosa de comunicação entre as pessoas, uma vez que quando colocamos nossas mãos nas de outrem, transferimos energia e transmitimos nossa força, entregando nessa maneira, a própria liberdade, num ato de confiança. Com a mão direita recebo a força de fé do outro e com a mão esquerda passo ao irmão a força de fé que recebi. Além disso, podem simbolizar o divino, como no caso de Deus, donde a mão direita representa a misericórdia, enquanto a esquerda representa a justiça; juntas, elas criam e protegem. 


O gesto das mãos unidas também expressa que uma pessoa está concentrada em algo, que interioriza sua fé. É a postura de quem está em paz, e não distraído no momento de orar. Não nos cansemos de se doar sem medidas e ficar pobres para enriquecer os outros; de nos fatigarmos para descansar os irmãos; de amarmos para diminuir a carência de amor do ser humano e de evangelizarmos para transformar o mundo, pois reconhecemos na Palavra de Deus a verdadeira força do amor misericordioso do Pai, que nos chama à conversão e transforma o mundo. 


Mais do que nunca é necessário evangelizar para transformar. Sejamos evangelizadores apaixonados por Deus, afinal, de graça recebemos sua misericórdia e de graça queremos dar (cf. Mt 10, 8). Como disse o nosso Salvador e Mestre Jesus: “Não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos” (Mt 20, 28). Acolhamos o amor de Deus e doemos o amor Dele sem parar, e de mãos dadas sejamos testemunhas de puros atos de doação! Lembre-se sempre das palavras de Santa Teresa de Calcutá: “As mãos que ajudam são mais sagradas do que os lábios que rezam”.

Informativo

Cadastre seu e-mail e receba informações mensais da Diocese.


28 2101-7603

diocese@diocesecachoeiro.org.br

Google Play

Rua Costa Pereira, 41 - Centro

CEP: 29.300-090 - Cachoeiro de Itapemirim - ES

Diocese de Cachoeiro de Itapemirim

 

© 2016 Diocese de Cachoeiro de Itapemirim. Todos os direitos reservados.